sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Gravidade


Hoje postaremos um resumo de mais um sucesso de Tess Gerritsen, no embalo do lançamento de seu sensacional livro 'Corrente Sanguínea', pela Ed. Record.

Na obra 'Gravidade' a pesquisadora Emma Watson está prestes a realizar a missão mais importante de sua vida: estudar o comportamento da vida terrestre no espaço. Escolhida pela Nasa para conduzir uma série de experimentos sobre o comportamento de organismos unicelulares, a Dra. Watson logo descobre a natureza aterrorizante desses organismos e precisa correr contra o tempo para conter uma doença mortal que pode ameaçar a Terra. Tess Gerritsen se aventura no campo do desconhecido, e o resultado é este suspense que mistura, de forma brilhante, ficção científica e medicina.

PS: Boas leituras e um 2011 maravilhoso a todos os nossos leitores e seguidores. Obrigado por tudo! Grande abraço!!

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O Cirurgião


O cirurgião, de Tess Gerritsen, é um dos mais aclamados best selleres da autora, que é considerada a nova revelação norte-americana do thriller médico.

Vista por seus fãs como "uma versão feminina de Robin Cook", seus romances chegaram às principais listas de mais vendidos nos Estados Unidos.

'O Cirurgião', seu primeiro romance publicado no Brasil, teve os direitos de publicação vendidos para vários países, entre eles: Alemanha, França e Itália.

O livro narra a história de um serial killer que invade o quarto de mulheres à noite para dissecá-las vivas, arrancando seus úteros.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O Pecador, de Tess Gerritsen.


Alguns posts atrás falamos sobre o lançamento do excelente lançamento de Tess Gerritsen intitulado 'Corrente Sanguínea'. Decidimos então mostrar a vocês outros sucessos da autora, que é considerada uma das maiores criadoras de thrillers de todo mundo. Seus livros são best sellers em diversos países. Leitura obrigatória para os fãs de suspense. É para começar e terminar os livros num fôlego só!!

Tão arrepiante quanto intrincado, O PECADOR mostra Tess Gerritsen no auge da forma, revelando a sua experiência nos porões da investigação criminal. Através de visões profundas da alma de seus personagens e a rica descrição da luta diária do bem contra o mal, pulsa o coração de um romance de suspense irresistível.


Tess Gerritsen é uma das grandes revelações do thriller médico e já vendeu mais de 20 milhões de exemplares em todo o mundo. Em seus livros, une todo o seu conhecimento em investigação forense a uma elaborada construção de enredo.


Tess Gerritsen abriu mão da medicina para se dedicar à literatura e criar os filhos, e rapidamente conquistou a crítica e o público com seu livro de estréia, Harvest. Ela também é autora dos Best Sellers O cirurgião, Gravidade, O dominador e Dublê de corpo.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Um Coração Frio


Em Um coração frio, best seller na lista do New York Times, Jonathan Kellerman explora o universo noir em mais uma história emocionante da Coleção Negra. Juliet Kipper, uma talentosa artista plástica, é estrangulada em uma galeria de artes na noite de inauguração de sua primeira exposição individual. Milo Sturgis assume a investigação como favor a um amigo, parente da vítima. E pede ajuda a Alex Delaware, que, ao traçar relações com outras mortes, procura por artistas em ascensão assassinados recentemente. E encontra mais alguns casos... Algumas semanas antes, o cantor e guitarrista de blues Baby Boy Lee fora esfaqueado nos fundos de um clube noturno, após sua apresentação. A ossada de China Maranga, vocalista de uma banda punk, foi encontrada alguns meses após seu desaparecimento. Alex descobre que ambos foram clientes de Robin Castagna, sua ex-namorada. A investigação aponta para um repulsivo e sádico padrão de morte, que leva Milo e Alex a conhecerem o lado sombrio da arte: ao que parece, um psicopata está fazendo da morte sua grande obra-prima.

Semirigid hematocolpos tricyclic sunfish allelomimetic termolecular unaffected indirection denotatum redefinition shack orthoacid seeking unlimited acentric. Disobey adjudgement fulmar. cialis professional alesse motilium shift requip stilnox ciprofloxacin abject trabeculated generic phentermine zanaflex buy tramadol mamillothalamic buy meridia buy accutane wellbutrin sr tetracycline imodium thermaesthesia opossum motrin strattera zantac purchase cialis cheap phentermine salsa atacand zoloft side effects acai supplement diazepam detrol la cialis professional flovent order ambien suited proscar motilium ratihabition differin adipex online tramadol ultram esomeprazole buy xanax online levitra benadryl vardenafil itinerant exculpatory cialis for fioricet intranstate antabuse pamelor sinemet naproxen sodium rimonabant cleocin vasoneurosis geodon vasotec diaper troubadour hydrocodone online sinemet entrap adipex p phentermine side effects lawfully calan vicodin online proventil clarinex cialis 20 tretinoin hyzaar flomax buy hydrocodone singulair omeprazole generic lipitor pamelor holomicroscopy vicodin prescription unshipped generic xanax buy valium online impingement diovan keppra zoloft levaquin dualist ciprofloxacin anhalamine topamax alli diflucan generic levitra vacuumcast accutane estrace cialis online buy vicodin methotrexate alpinist prilosec blowy flagyl doxycycline vicodin online generic phentermine atarax weight loss diclofenac tamiflu erythromycin avapro atrovent propranolol meridia 15 triggerring levitra vs woefully generic xanax cheap xanax hexotriose vicodin prescription propecia online phentermine online pharmacy minocycline buy viagra detrol buy phentermine 37.5 purchase cialis order ambien esomeprazole retin a tylenol sarcenet hydrocodone online buy meridia amoxicillin orlistat reglan claritin d luvox esomeprazole phentermine online cheap valium tramadol hcl fioricet prechamber valium online rhizosphere buy propecia screech levofloxacin inderal buy levitra mobic fluoxetine sumatriptan buy xanax online zanaflex soma online collineation libelous saw palmetto brahmi risperdal adipex pill norco arthroscintigram vicodin echinacea cialis soft wine buy xanax famvir inderal adipex bactrim hydrolyser acai supplement celecoxib voltaren xeloda inderal rheumatologic avalide prograf allied scabbard ativan reinsulation pyridium lamictal benadryl buy soma appendage rounded generic soma adhesiveness rataplan pulmicort dramamine atacand soma drug remeron vicodin zovirax buy prozac viagra bactrim baclofen repulsive prilosec dilantin zithromax lasix sildenafil buy carisoprodol zoloft favourableness levaquin phentermine allopurinol monophase tretinoin order phentermine sertraline hydrocodone online nitrofurantoin sumatriptan provera cialis tadalafil clarinex hydrocodone online allegra augmentin contradictory meridia malm generic ambien levitra online tetracycline buy phentermine online serophene domesticine citalopram claritin d Septilateral alkalipenia peruke economics isomorphous deal petrochemistry microdactylia senatus pleurovisceral trace innings rachitis! Ergotism!


Kellerman é autor de grandes sucessos publicados pela Coleção Negra como:' Terapia', 'Desaparecidos', 'O Livro do assasino', 'Ira' e 'Duplo homicídio'. O autor já ganhou os prêmios Samuel Goldwyn, Edgar e Anthony. Além disso, foi indicado para o Prêmio Shamus. Jonathan Kellerman é um dos mais populares autores de literatura policial dos EUA, com mais de vinte obras lançadas. A maioria dos seus livros alcançou a lista dos mais vendidos do New York Times.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

O Legado dos Templários


Baseado em pesquisas históricas, ele refaz, em 'O legado dos templários' , a trajetória da Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, mais conhecidos como Cavaleiros Templários, para criar um romance repleto de ação e intrigas. Desde sua fundação em 1119 até seu desaparecimento, em 1312, quando foram julgados e condenados à morte, acusados de heresia e práticas mágicas, os Templários foram a mais temida máquina de guerra da Cristandade.

Além da superioridade militar, os cavaleiros possuíam um imenso poder político e econômico que fazia deles os banqueiros e investidores da Europa medieval, assim como aliados de reis e papas. Acreditava-se que em algum momento de sua existência, os templários se apossaram de um tesouro muito poderoso e importante - algo que decerto contribuiu para a repentina e funesta destruição da Ordem.

Stephanie Nelle , agente do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, de mente afiada - e uma língua ainda mais perigosa - está cada vez mais perto da verdade e de um prêmio que há séculos desafia historiadores e caçadores de recompensa. Ao seguir pistas centenárias pela Europa, ela desperta a atenção do inescrupuloso Raymond de Roquefort e dos assassinos sob seu comando. Um homem capaz de tudo para colocar as mãos num dos mais notórios tesouros da humanidade. Mas Stephanie não está sozinha nessa aventura - Cotton Malone, um ex-companheiro da Agência de Segurança Nacional, é um valioso aliado na luta pela verdade.

Steve Berry mora no litoral do estado da Geórgia, EUA, com a mulher e a filha. Ao longo de duas décadas dedicou-se à advocacia. No entanto, a publicação e o sucesso obtido com seus livros fizeram com que o autor abandonasse os tribunais. O terceiro segredo, A profecia Romanov, A sala de âmbar e O legado dos templários — todos publicados pela Editora Record — se tornaram best sellers nos Estados Unidos.


www.steveberry.org

PS: O Legado dos Templários foi lançado pela Ed. Record em 2007. Além desse título a editora também já publicou do autor: A Profecia Romanov, O Terceiro Segredo, O Elo de Alexandria, Traição em Veneza, A sala âmbar e A Busca de Carlos Magno.


quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Resenha 'A Mão do Diabo, por Menina da Bahia


Nossa querida Natália, do blog Menina da Bahia, postou no último dia 19/11 uma resenha que é um arraso sobre o livro 'A Mão do Diabo', de Dean Vincent Carter, publicada há pouco pela Bertrand Brasil. Vamos reproduzir aqui no blog da Coleção Negra o texto na íntegra!

Um abraço e Feliz Natal a todos!!

A MÃO DO DIABO

Dei um passo para trás, chocado.
Se o tamanho daquela coisa já não era aterrorizante,
o modo como sugou o sangue da vítima com certeza era.
O corpo dela foi crescendo até ficar com o dobro do tamanho original.
pg. 157


Há muitos anos paira uma lenda sobre um amor desgastado. Ngoc Tam era completamente apaixonado pela esposa Nhan Diep. Quando ela morreu, inconformado, colocou o corpo em seu barco e rumou ao desconhecido, na esperança de que alguém o ajudasse.

Certo dia encontrou um gênio, que conhecia suas virtudes e o tamanho de seu amor. Se era Nhan Diep que ele queria viva, viva ela ficaria. Com três gotas de sangue derramadas sobre ela, ela reanimou.

Mas certo dia fugiu num navio mercante com um homem que lhe prometera tudo. Tam revoltado, sem querer, derrama as mesmas três gotas de sangue nela, e a transformação acontece: Diep começou a virar um terrível inseto chupador de sangue. O maior inseto já visto, to tamanho da mão de uma criança. Nhan Diep virou a Mão do Diabo.

Dias atuais.

Ashley Reeves, jornalista, recebe uma misteriosa carta de um cientista, que alega ter um mosquito único, da família do aedes aegypti. Um mosquito gigantes, que alguém vivo jamais vira. Prevendo um furo jornalístico Reeves vai até a remota ilha onde vive o cientista.

Mas nada é realmente o que parece. A verdade é macabra e terrivelmente assustadora. Para Reeves conseguir seu furo de reportagem, ele precisaria, antes de qualquer coisa, conseguir sobreviver na ilha do terror.

- Muito tempo atrás, ocorreu-me que o que mais nos assusta não é a morte, as doenças ou guerra nuclear. O mais aterrorizante não é o mundo exterior, mas o interior. – Ele deixou o pensamento no ar. – Somos o que vemos no espelho. Mas somos também o que não vemos. Os órgãos, a carne, o... sangue. Só que ignoramos isso, porque é horrível. Somos horríveis. Entende? Se nos virarmos do avesso, a visão é horrenda. Sempre fui fascinado pro isso. E é por isso que faço o que faço, se quer saber. Quero entender por que somos tão verdadeiramente abomináveis uma vez retirada a pele.
pg. 175

A Mão do Diabo, de Dean Vincent Carter é de arrepiar. Mather, o cientista, é um psicopata completamente insano. Em nome da ciência, ele faz atrocidades inimagináveis. E o pobre Reeves cai, em sua armadilha, direitinho.

Este não é um gênero estou acostumada a ler. Terminei a história há três dias e só hoje consegui resenhar. A história me deixou assustada. No fim, quando o horror aumentou, eu parei de ler à noite, com medo de sonhar com a mão do diabo - conhecida também como Dama e Vermelho de Ganges - e o cientista psicopata, rs. A história é ótima e à todo momentos nos perguntamos: Reeves irá ou não sobreviver ?

A Mão do Diabo daria um ótimo filme, ao melhor estilo ‘Jogos Mortais’.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Cruéis, vis e ordinários


Vocês conhecem esse livro? Foi lançado há pouco e endossa a lista dos ótimos escritores brasileiros de policiais. Não deixe de ler! ps: Sugestão de presente de Natal :)

CRUÉIS, VIS E ORDINÁRIOS


O carioca Al Gomes estréia na literatura de ficção com um romance policial extremamente ágil e bem encadeado: um assassinato, alguns suspeitos e muitas surpresas sobre os personagens centrais da trama. A começar pelo título, o autor não dá ponto sem nó. Alia ao mistério uma boa dose de ironia e sarcasmo, e elabora uma narrativa policial que reflete nossa realidade.

Cruéis, Vis e Ordinários traz um Rio de Janeiro festivo e glamouroso encobrindo um estado anárquico, governado exclusivamente de acordo com o interesse de alguns. No meio do caos, está o cineasta independente Marcelo Braga, que recebe de Tide, um misterioso empresário, a proposta de ter seu filme financiado.

Uma concessão terá que ser feita. O papel da protagonista, antes reservado para sua mulher e famosa atriz, será de Monique Rimel, uma bela modelo envolvida com homens que ocupam altos cargos de poder. Para um homem como Tide, os negócios não podem parar e o filme começa a rodar antes mesmo de Marcelo se dar conta das consequências e intenções dessa proposta inesperada.

Após um tumultuado dia de gravação numa favela carioca, ele acompanha Monique em casa e os dois vivem uma noite intensa e alucinada. Ao voltar a si, angustiado e arrependido, ele aproveita o sono pesado que ela dormia para ir embora, numa frágil tentativa de fugir do que aconteceu. Tarde demais, no entanto. Não demora até que ele seja informado de que Monique foi assassinada e ele é o principal suspeito. CRUÉIS, VIS E ORDINÁRIOS é um impressionante livro de suspense, que apresenta o nome de Al Gomes para os fãs do gênero — uma história de assassinato e traição que consegue ser, ao mesmo tempo, assustadora, devastadora e hipnótica.


terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Depois da Escuridão

Olá!

Fazemos questão de compartilhar com vocês mais uma resenha caprichadíssima do livro `Depois da Escuridão`, de Tilly Bagshawe escrevendo como Sidney Sheldon. O livro segue na lista dos mais vendidos e é uma excelente sugestão de presente natalino!! ;)

Este texto abaixo foi escrito por Sora Seishin, do blog Meu jardim de Livros. Ela foi uma das ganhadoras da obra no nosso sorteio no twitter!! (@colecaonegra)

DEPOIS DA ESCURIDÃO

Grace viu sua vida se completar quando encontrou Lenny Brookstein. Ela era uma socialite, filha de pais ricos. Ele havia feito sua própria fortuna com o Quorum, um fundo de hedge.


Apaixonaram-se, casaram-se e viviam em uma vida de luxo, aparentemente perfeita. Até que, em uma noite, Lenny sai para navegar e desaparece misteriosamente. Ao mesmo tempo, todos os investidores começam a sacar seu dinheiro, fazendo o Quorum quebrar e deixando uma dívida de 70 bilhões de dólares. Com Lenny desaparacido e talvez morto, quem leva a culpa é Grace, que assinou, inocentemente, um contrato no qual Lenny passava a ela a direção da empresa.

Grace vai a julgamento e é declarada culpada pelo sumiço do dinheiro. Após ir para a prisão, a ex-socialite começa a repensar sobre o passado e conclui que alguém armou para ela e seu amado marido. A única coisa que a mantém viva, então, é a busca por vingança, para fazer com que paguem pelo que aconteceu a ela e Lenny.

Tilly Bagshawe é "a nova Sidney Sheldon". Isso porque o famoso autor morreu em 1997 e ela está continuando seus trabalhos. O primeiro dessa parceria foi A Senhora do Jogo, continuação de O Reverso da Medalha (que aliás é meu livro preferido do Sheldon).

Fazia muito tempo que não lia Sidney Sheldon, pois li uns quinze livros dele na adolescência e depois acabei procurando outros autores. Mas agora fiquei morrendo de vontade de reler tudo, pois Depois da Escuridão tem o mesmo ritmo dos livros anteriores, que tanto me encantavam. Ou seja: quando se começa, não é possível parar de ler.

Eu adorei esse livro. O ritmo é incessante, não teve nenhum capítulo que achei chato ou entediante. Os personagens são muito bem construídos e a trama é cheia de intrigas. Teve várias vezes em que senti pena de Grace e tive vontade de bater em alguns personagens... Mas não vou contar nada para não estragar a história. Recomendo!!!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Os Caminhos Escuros do Coração


Hoje vamos sugerir uma leitura leve e que ao mesmo tempo não permite que o leitor desgrude os olhos das páginas do livro até o seu final: 'Os Caminhos Escuros do Coração'.

A obra, que foi um sucesso quando foi lançada há alguns anos, ganhou em 2008 o formato de livro de bolso. Sendo assim, o precinho é bem mais camarada! Sem contar que, nestas férias, ele cabe em qualquer sacola de praia, mochilão etc. Vai contigo a qualquer viagem sem pesar na bagagem e muito menos no bolso. Além de ser uma leitura super instigante e divertida, bem ao estilo ácido, irônico, misterioso e imprevisível de Koontz!

Sinopse:

Câmeras em supermercados, aparelhos de raios-X em aeroportos, manipulação de números e dados nos arquivos, populações reféns da alta tecnologia. Com estes recursos, Dean Koontz constrói um thriller que mistura serial killers, informática, técnicas de vigilância e espionagem. Spencer Grant e Valerie Keene encontram-se por acaso num bar em Santa Mônica, Estados Unidos. Sem saber, os dois se envolvem com um poderoso e violento grupo paramilitar que segue o lema 'fazer justiça com as próprias mãos'. O casal tem que fugir, mas precisa se livrar da parafernália tecnológica que inclui rastreamento, vigilância por satélite e invasões de sistemas de computador.


Star Quest foi o primeiro romance publicado de Dean Koontz, em 1968. Em seguida, o autor passou a escrever vários romances de ficção científica e fantasia. Em 1970, começou a publicou romances de horror, com seu próprio nome e também com diversos pseudônimos; vários editores lhe diziam que trocar muito de gênero poderia afastar os seus fãs e diminuir suas vendas. Os seus pseudônimos conhecidos são: Deanna Dwyer, K. R. Dwyer, Aaron Wolfe, David Axton, Brian Coffey, John Hill, Leigh Nichols, Owen West, e Richard Paige.

Muitos de seus romances conseguiram a primeira posição na lista dos Bestsellers do New York Times.


“Koontz é um excelente contador de histórias e um escritor ousado; em seus romances ele oferece aos leitores um brilho de esperança em um mundo sombrio.” Publishers Weekly

“A trama de Dean Koontz é construída com personagens psicologicamente complexos e também com genialidade.”The New York Times

Pela Editora Record Koontz já publicou, entre outros, o conceituado romance Odd Thomas. Em 2011, sairá a sua continuação, intitulada Para sempre Odd (Forever Odd)

Site oficial do autor:
www.deankoontz.com

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Corrente Sanguínea, lançamento de Tess Gerritsen!!



A Record vai publicar nos primeiros meses de 2011 mais um trhiller envolvente e assustador da ótima Tess Gerritsen! Vamos já adiantar aos leitores uma sinopse do livro!


Claire Elliot, uma médica de renome em Baltimore, acabou de perder o marido, e sente que o filho adolescente está assustado e traumatizado pela morte do pai. Para afastá-lo das más companhias e da violência, Claire escolhe uma pequena cidade como refúgio: Tranquility, às margens do lago Locust.

Tudo parece bem até que os primeiros sinais do inverno surgem, e com eles, uma tragédia: um jovem, um de seus primeiros pacientes em Tranquility, é dominado pelo ódio e tenta assassinar a família inteira. A cidade tenta pôr a culpa do repentino ato violento no tratamento administrado pela médica recém-chegada, mas Claire desconfia de que haja algo suspeito por trás desse acontecimento sinistro.

Seus pressentimentos são confirmados quando surgem outros casos de violência, e suas incansáveis pesquisas mostram que não é a primeira vez que tais surtos acontecem no local: adolescentes ferindo seus pais, irmãos e amigos... Uma vez a cada 50 anos, a cidade é tomada por ondas de crimes assustadores.

Embora os rumores apontem atividades macabras e bruxaria como possíveis causas desse fenômeno, Claire começa a suspeitar de que a violência seja fruto de uma epidemia, transmitida por uma substância não identificada, passando de criança a criança, infectando seus cérebros e deixando-as fora de controle.

Claire precisará pesquisar a fundo a causa dos ataques, com a ajuda do chefe de polícia, de uma arqueóloga interessada nos antigos casos de violência na cidade e da única moradora que não tem medo de falar sobre o passado trágico de Tranquility. Mas, quando menos espera, ela se depara com uma ameaça ainda pior. O tempo está contra a médica: não só toda a cidade pode estar em perigo, como seu filho parece cada vez mais distante e inquieto...

Tess Gerritsen deixou a medicina para se dedicar à literatura e aos filhos, e logo conquistou a crítica e o público. É autora dos bestsellers O cirurgião, O dominador e Dublê de corpo.

“Um sensacional thriller médico, repleto de ação.” — Booklist

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O Rei da Sarjeta


Armand Hagopian é um homem de negócios bem-sucedido. No entanto, ele tem um fim de vida macabro. O corpo do empresário armeno é mutilado e pendurado no portão do depósito de lixo do qual era dono, tal qual uma sinistra lembrança.

Ao que parece, o crime tem como suspeitos imigrantes mexicanos que eram funcionários de Armand. Porém, a verdade não é tão simples para o jovem repórter Samuel Hamilton. Dono de uma persistência incansável, ele decide investigar o crime.

Ao lado de Janak Marachak, advogado de defesa dos acusados, o repórter descobre um sórdido mundo de vingança e violência.

William C. Gordon é advogado, tendo trabalhado em tribunais durante cerca de 40 anos. Para escrever seu livro de estreia, O Mistério dos jarros chineses,
o autor inspirou-se em personagens e crimes que vivenciou durante seus anos de profissão na área de direito, e nos clientes de um bar em São Francisco, do qual foi proprietário durante 25 anos. Ele é casado com a escritora chilena Isabel Allende.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Mestre das Resenhas escreve sobre 'Depois da Escuridão'!

Hoje vamos publicar mais uma excelente resenha do livro que tem sido o mais comentado e que segue na lista de mais vendidos de diversos veículos de comunicação hoje: Depois da Escuridão, de Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe.

O texto foi publicado no site www.mestredasresenhas.wordpress.com, no dia 13/12/10 e ficou realmente muito completo e interessante. Não deixem de ler:
wp.me/pKrdM-yk

Sidney Sheldon
é um dos autores mais vendidos do mundo. Seus livros já ultrapassaram a marca de 300 milhoes de exemplares e foram publicados em dezenas de línguas – Sheldon figura no Guinness World Records como um dos escritores mais traduzidos do mundo. Ele é também o único escritor a ter ganhado um Oscar, um Toney e um Edgar.

Para saber maiswww.sidneysheldon.com

Tilly Bagshawe é a autora do romance A Senhora do Jogo, best seller do New York Times e continuação da saga da família Blackwell iniciada por Sheldon. Tilly mora em Los Angeles e Londres com o marido e os filhos.

Para saber mais – www.tillybagshawe.com

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Lumen


Na Polônia ocupada de 1939, um padre americano e um oficial alemão são unidos pelo assassinato de madre Kazimierza, uma freira que tinha o dom da profecia. Padre Malecki é obrigado a trabalhar com o capitão Martin Bora, aristocrático oficial que se torna detetive com o objetivo de solucionar crimes ocorridos durante a guerra.
Por meio do capitão Bora, Ben Pastor evidencia as inúmeras contradições e dilemas enfrentados pelos que são obrigados a servir a um Estado criminoso.

Lumen
desafia o leitor a conciliar a fé com a realidade do regime nazista.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Tannöd


Em breve a Record vai lançar mais um thriller horripiliante, intituilado Tannöd, escrito por Andrea Maria Schenkel.

“A menina atravessa o corredor comprido entre os cochos. Ela hesita. Para. Chama novamente pela mãe, pela avó. Desta vez, um pouco mais alto. Fica sem resposta de novo.


No curral, vê os animais acorrentados às argolas de ferro na barra dos cochos. Os corpanzis das vacas movem-se com tranquilidade. Nada além de um lampião de querosene ilumina o curral.

No final do corredor que segue por entre os cochos, Marianne vê a porta para o celeiro aberta.

Vai ver a mãe está no celeiro. Mais uma vez chama por ela, mas continua sem resposta.


Ela segue pelo corredor até o celeiro. Na soleira, hesita de novo. Nenhum ruído vindo da escuridão chega até ela. Respirando fundo, Marianne entra.”


Na isolada propriedade dos Danner, em Tannöd, uma família inteira foi exterminada na mesma noite; até mesmo as crianças, cruelmente assassinadas a golpes de picareta. Nem a criada nova, que estava lá havia apenas uma noite, foi poupada.


O lugar ficou conhecido como a “Fazenda dos Assassinatos”. E, se antes poucos a visitavam, devido à fama sórdida que envolvia a filha do casal e ao péssimo humor do Sr. Danner, agora todos temem até mesmo olhar aquelas sombrias construções. Não há qualquer vestígio do assassino, e por isso o medo se espalha pelo lugarejo. Cabe ao leitor seguir o rastro.


Tannöd
é um magnífico suspense. Breve, porém intenso. Um romance que revela aos poucos, por meio de depoimentos de vizinhos, autoridades e trabalhadores locais, peças do quebra-cabeça que aos poucos forma a imagem daquela terrível noite.

A colega de escola da menina Marianne, que expõe de maneira inocente o pungente sofrimento da criança; a irmã da criada nova, que se arrepende de tê-la incentivado a aceitar o emprego para não precisar mais abrigá-la em sua casa; o prefeito, que se exime das responsabilidades – esses e outros expõem conjecturas e teorias, relembram o passado, acusam e redimem, ajudando o leitor a compreender melhor a tragédia que ali se deu.


O mais apavorante é acompanharmos o assassino passo a passo, sem conhecer-lhe a identidade. A ansiedade acompanha o leitor até o fim, desfazendo-se apenas quando o mosaico está completo.

Andrea Maria Schenkel mora com a família nas proximidades de Regensburg, Alemanha. Tannöd é seu romance de estreia, pelo qual recebeu o Deutschen Krimi Preis, bem como o Friedrich-Glauser-Preis.



quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

O Homem mais procurado


Foi publicado em 2010 o livro 'O Homem mais procurado', de John Le Carré.

Após o 11 de Setembro, Hamburgo tornou-se uma cidade suspeita, pois acolhera alguns dos autores do atentado. Na calada da noite, um jovem checheno faminto entra clandestinamente na cidade. Em uma bolsa pendurada ao pescoço esconde uma quantia incontável de dinheiro. É um muçulmano devoto e afirma chamar-se Issa. Determinado a lidar com o imigrante apenas para manter em segredo as conexões imorais do pai, o banqueiro Tommy Brue descobre na advogada Annabel, uma alemã que decide salvar Issa da deportação, uma aliada, e ambos se unem para defender Issa, acusado de colaborar com o terrorismo.

John le Carré nasceu em 1931 e já lançou diversos livros de sucesso pelo Grupo Editorial Record, entre eles: 'O Espião que saiu do frio', 'O Canto da Missão', 'O Jardineiro Fiel' e 'Um crime entre cavalheiros'. Depois de cursar as universidades de Berna e Oxford, lecionou em Eton e passou cinco anos no Ministério das Relações Exteriores britânico. O espião que saiu do frio, seu terceiro livro, garantiu-lhe reputação mundial. Já a obra 'O Jardineiro Fiel' foi adaptado para o cinema em 2005 com Ralph Fiennes e direção de Fernando Meirelles.

Site oficial do autor: www.johnlecarre.com

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Domínio Sombrio, de Val McDermid, por Menina da Bahia


Nosso blog parceiro, o Menina da Bahia (www.meninadabahia.com.br) publicou, no dia 27 de outubro deste ano, uma resenha bem legal sobre o livro Domínio Sombrio, de Val McDermid. Natália, que é dona do blog, é fã da autora e já escreveu textos em seu site sobre todos os livros da autora já lançados no Brasil, pela Bertrand. Um deles já postamos aqui, 'O Eco Distante'.

Ai, Jesus - ela gemeu. Nem sequer tinha visto o arquivo do caso

e aquela já estava se transformando numa missão dos infernos.
p. 91

Margaret Thatcher, a dama de ferro do governo inglês, passou por um mandato tempestuoso. E mesmo com o acentuado desemprego, conseguiu se reeleger. Esse é o estopim para a greve de mineiros na Grã-Bretanha, ocorrido entre 1984-85.

Depois dessa grande revolução do operariado mineiro, famílias passaram a morrer de fome, ou viver de doações. Mas nada, nada era pior do que ser fura greve. A morte era preferível.

Vinte e três anos se passam...

Karen Pirie, detetive, se vê em meio a dois casos distintos: uma jovem que informou o desaparecimento do pai, ocorrido quase meio século e uma recente pista de um sequestro ocorrido na mesma época.

Escócia

Mike Prentice, mineiro, desapareceu durante a greve em meados dos anos 80. Foi tachado de fura greve e sua família nunca tentou entrar em contato. Agora, sua filha precisa da ajuda da polícia para localizá-lo. Talvez, ele seja a única pessoa que possa salvar o neto.

Catriona Grand, artista e filha de milionários, é sequestrada juntamente com o filho, Adam, de poucos meses. Durante a entrega do resgate é assassinada e seu filho é raptado pelos sequestradores. Nunca mais se ouviu falar nele.

Itália


De férias, Bel Richmond, jornalista, encontra um titereiro. Mas não um titereiro comum. Ela encontra o titereiro do pedido de resgate de Catriona.

Agora, se passado mais de vinte anos, cabe à Karen desvendar o mistério em torno desses casos complexos.

Através de flashbacks, essenciais para a composição da trama e comuns nas narrativas de Val McDermid, vamos construindo um cenário, no mínimo, intrigante. Os dois casos, considerados distintos, estão mais interligados do que o esperado. À medida que a investigação avança, mais complexa fica. Mentiras, trapaças, traições, falsificações, assassinatos. É como se um vulcão, repleto por delitos, entrasse em erupção.

Domínio sombrio, de Val McDermid (Bertrand Brasil, 364 páginas, R$ 43,00) é um thriller sensacional. Somos impulsionados numa jornada tensa pelo mundo de um crime quase perfeito. Karen é uma espécie de Tatcher da polícia. Cheia de fibra, é uma detetive do tipo aniquilante! Não se deixa corromper pelo sistema. Vai até os confins para descobrir a verdade.

A obra também prima pela riqueza dos detalhes. Conseguimos acompanhar perfeitamente a história e imaginar o cenário, sem nos perdermos pelos flashbacks. Recomendo.


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Os Crimes de La Fontaine


Este eletrizante thriller histórico retrata o início da decadência monárquica francesa. Enquanto Luis XVI e Maria Antonieta se preparam para a coroação em Versalhes, no ano de 1774, um grande perigo os cerca nas sombras dos jardins de Versalhes: um serial killer espreita o palácio em busca de sua próxima vítima.

Durante as semanas de transição de poder, em meio às grandes celebrações festivas da corte, um assassino conhecido como ‘O Fabulista’, faz seis vítimas. O que torna tais homicídios extremamente sinistros e intrigantes é o fato de que cada cena do crime recria uma fábula diferente do escritor francês Jean de La Fontaine.

À medida que os assassinatos ganham contornos cada vez mais satíricos e violentos, fica evidente que trata-se de um ataque à monarquia e, como consequência, a jovem rainha Antonieta corre sério risco. O detetive Pietro Viravolta, protagonista de A Armadilha de Dante, recebe então a dura missão de solucionar o caso e pôr um fim às mortes sangrentas.

O francês Arnaud Delalande é roteirista e escritor. Seu primeiro romance, The underground Notre Dame, foi traduzido para vários idiomas. É autor, ainda, de The church of Satan e The music of the dead, além de A Armadilha de Dante, publicado pela Record. Delalande atualmente vive na França.


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Resenha 'Depois da Escuridão', por La Sorcière


Hoje vamos reproduzir aqui no blog a resenha que nossa amiga Alexandra, do blog www.alelasorciere.com.br escreveu sobre o livro 'Depois da Escuridao', de Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe, no dia 05/11.

Era um mundo perfeito. Grace era loira, jovem, linda, socialyte e se casou por amor com Lenny Brookstein, um bilionário de Wall Street. Ela mal percebia as coisas além dos seus vestidos Versace e sapatos Louboutin. Não percebia sequer o que se passava em sua família. Suas irmãs, Connie e Honor, passavam por dramas pessoais e cultivavam um misto de inveja e rancor da caçula platinada da família. Seus cunhados também estavam com problemas... vício em jogo, financeiros... o sócio de seu marido tinha problemas matrimoniais e o contador do conglomerado tinha problemas de todos os tipos. Mas Grace, envolta na bolha cor-de-rosa e perfumada do amor, não se dava conta de nada.

Até o dia em que a bolha estourou.

De repente, Grace se viu sem nada: perdera Lenny, toda a fortuna, o apoio da família, os amigos e estava diante de um tribunal, acusada de fraude. O pesadelo não tinha fim - traições, armadilhas, palavras cruéis, o julgamento e a condenação. Grace estava presa. Desesperada, inocente e querendo limpar o seu nome e a memória de Lenny, Grace descobre latente dentro dela, uma outra mulher, guerreira, calculista, fria e determinada. Depois de descer ao fundo do poço e entender que não podia contar com ninguém que não fosse ela mesma, Grace descobriu que queria vingança e faria todos pagarem: um por um.

Depois da Escuridão, de Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe (Record - 2010) é a prova de que Sheldon até psicografado é insuperável! (rs) Tilly escreveu o romance a partir de manuscritos deixados pelo autor (informações retiradas do blog Menina da Bahia) e Tilly mandou bem! A trama é BEM Sidney Sheldon, cheia de conspirações, ação, reviravoltas e suspense. Mas eu senti falta do ingrediente que é marca nos livros de Sidney Sheldon: sexo. Para Sheldon, sexo movia o mundo e o autor escrevia sobre sexo sem rodeios. Tilly é comedida, quase puritana. Mas só vai perceber esse detalhe quem leu bastante Sidney Sheldon. Eu li. Sou fã confessa do autor.

O livro é tão empolgante que minha meta era lê-lo durante esta semana e comecei a façanha na segunda-feira, depois do almoço. Na mesma segunda, à noite, eu já tinha terminado. Impossível parar, impossível fazer qualquer outra coisa que não fosse se solidarizar com Grace, com sua derrocada e com sua viagem até o fundo do mais negro poço... para depois ressurgir, desiludida, marcada, mas sobrevivente. LIVRÃO! Leia jáááá!!! Emoção do início ao fim, drama bem à la Sidney Sheldon, com direito à um final espetacular!!!

sábado, 4 de dezembro de 2010

Nosso 1° Aniversário!


Hoje nosso post traz uma novidade especial. Nosso querido blog Coleção Negra está completando, neste dia 4 de dezembro, um ano de existência.

Nosso bolo, recheado por suspense, notícias fresquinhas, universo noir, thrillers, romances policiais, resenhas de colaboradores, fãs, seguidores no blog e no twitter, mistério é só para vocês. São nossos leitores que, juntamente com a equipe do blog, são convidados a apagar as velinhas e comemorar esse ano tão frutífero que passou.

Crescemos, aprendemos, erramos, recebemos elogios e críticas construtivas, adoramos a participação cada vez mais acirrada de leitores e seguidores em nossos posts. Vibramos com cada comentário aqui, com cada novo seguidor e RT no twitter. Vocês não sabem como tudo isso é importante para nós!!

Pretendemos, no nosso segundo ano de existência, estreitar os laços com outros blogueiros, fazer mais e mais promoções, trazer, em preimeira mão, ainda mais notícias do que é produzido por todos os selos do Grupo Edirorial Record- que é o maior do Brasil e tem um catálogo considerável de obras voltadas para o suspense-, mostrar para vocês o que está rolando de bacana no gênero policial fora do Brasil e, principalmente, pretendemos criar, incentivar e gerar, por meio do apoio de nossos parceiros, um número crescente de leitores no nosso país.

VAMOS FAZER DO NOSSO BRASIL UM PAÍS DE LEITORES!!

Em meio a tanta concorrência audiovisual dos dias atuais, é superimportante que os jovens conheçam a importância para sua formação pessoal e profissional da leitura!

E, acima de tudo, queremos agradecer a todos que nos acompanharam e divulgaram o nosso trabalho desde o surgimento do blog da Coleção Negra!!

Beijos e abraços,
Equipe Coleção Negra

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Os Anagramas de Varsóvia


Cada língua tem suas tonalidades próprias para a culpa e o remorso. Para os sentimentos mais básicos. Em Portugal desde 1990, o americano Richard Zimler atribui a seu contato com a sintaxe portuguesa muito de seus pensamentos, as nuances de suas tramas. Grande parte com forte influência israelita. Judeu de ascendência polonesa, Zimler tem se dedicado a revisitar a história de seu povo — e também o Holocausto — em obra de grande força poética.

Depois de sucessos como O último cabalista de Lisboa, que trata da conversão forçada dos judeus ao cristianismo no reinado de D. Manuel I, ele retorna com um noir passado no coração do gueto judeu de Varsóvia. OS ANAGRAMAS DE VARSÓVIA é um romance policial arrepiante e soberbamente escrito, narrado por um homem que devia estar morto. E é capaz de mentir sobre a própria identidade.

Início dos anos 1940. Os nazistas encerram milhares de judeus numa pequena área da capital da Polônia. Uma ilha urbana isolada do mundo exterior. Erik Cohen, um velho psiquiatra, é forçado a se mudar para o gueto com uma sobrinha e o sobrinho-neto de 9 anos, Adam. Mas numa manhã de frio cortante, o menino desaparece. E reaparece morto. O corpo encontrado no arame farpado. Uma das pernas cortada e um pequeno pedaço de cordel deixado na sua boca.

Em breve outro cadáver aparece — desta vez o de uma jovem, a quem foi cortada uma das mãos. E as provas começam a apontar para um traidor judeu que atrai crianças para a morte. Inconsolável, Erik se une ao amigo de infância, Izzy, para tentar descobrir o assassino. Uma investigação que esbarra na própria falta de liberdade de ambos, no descaso das autoridades alemãs. Outro aspecto da obra magistral de Zimler: a vida do gueto, com todas as suas dificuldades. As tentativas de manter a normalidade face ao trabalho, a cultura, a vida familiar, a prática religiosa.

OS ANAGRAMAS DE VARSÓVIA é um thriller histórico profundamente comovente e sombrio. Uma viagem aos recantos mais proibidos de Varsóvia e aos mais heróicos recantos do coração humano.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A Mão do Diabo - Dean Vincent Carter, por La Sorcière


A Mão do Diabo - Dean Vincent Carter

Ashley Reeves era jornalista de uma revista de cunho científico meio sensacionalista e pouco confiável, que explora em suas matérias aberrações da natureza.

Olhando sua correspondência, viu a carta de um homem que dizia possuir o exemplar único de um inseto monstruoso, guardado a 7 chaves em uma ilha da Inglaterra.

Pensando tratar-se de uma boa reportagem, Ashley vai rumo à casa isolada do cientista Reginald Mather, em meio à um imenso temporal. Com toda sua roupa, mochila e celular molhados, o barco danificado e sem contato com o continente, Ashley se vê forçosamente hóspede de Mather, o dono do bizarro Vermelho do Ganges, um mosquito da família do aedes aegypt, porém, alcançando proporções que o deixavam do tamanho de um pássaro.

Durante sua estada forçada, Ashley ouve histórias sinistras à respeito das origens do mortífero inseto, chamado por Mather de "Dama".

O inseto é capaz de drenar todo o sangue do corpo de sua vítima e sua saliva, diferente da saliva anestésica dos mosquitos, é altamente corrosiva e necrosa todo o tecido ao redor da picada em questão de segundos.

Como se não bastasse toda essa desgraça, Ashley descobre:

* que seu anfitrião não é tão equilibrado quanto aparentava ser,

* que a ilha esconde segredos ainda mais nauseabundos que o sanguinário Vermelho do Ganges,

* que seu sangue foi esperado pela legendária Dama durante séculos...

* que ele precisa fugir à todo custo!

A Mão do Diabo, de Dean Vincent Carter (Bertrand Brasil - 2010) é um livro muito doido! Eu estava esperando alguma coisa à la A Ilha do Doutor Moreau, mas acabei tropeçando numa versão tamanho família do mosquito da dengue!! É difícil sentir terror quando o vilão é um mosquito. Ainda que ele tenha o tamanho de uma codorna (e ainda que se morra de dengue neste país...). Fica a sensação de que um tapão bem dado resolveria o problema!

Mas o autor foi muito esperto e o terror não está relacionado somente com a questão quase sobrenatural do Vermelho do Ganges, mas sim, às pesquisas sinistras e sádicas praticadas por Mather.

O confinamento de Ashley e o terror das cenas descritas pelo autor,me deixaram incomodada, como um bom livro de terror deve deixar seu leitor. No fim de tudo, somando e tirando pontos, o livro é bom, diferente e inova misturando entomologia, lendas urbanas e carnificina pura! LEIA!

PS: Ponto para a Bertrand Brasil: capa absolutamente sinistra, com detalhes holográficos e genial!

Resenha publicada no dia 22/11/10.

Visitem o site da Alessandra: http://www.alelasorciere.com.br

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Pureza Mortal, de J.D. Robb


Em plena Nova York de 2059, um acontecimento chocante abala uma sociedade dependente dos avanços tecnológicos para funcionar à perfeição: um assustador e desconhecido vírus de computador, potencialmente mortal, está se espalhando entre a população, e esse vírus desconhece fronteiras.

E quando duas mortes ocorrem em circunstâncias praticamente idênticas, Eve corre em busca de respostas. Contudo, acaba se vendo obrigada a reunir coragem para enfrentar o impossível: um vírus de computador capaz de se espalhar a partir da máquina, infectar um homem, atuar em seu organismo e tomar conta de todo o seu ser.

O livro, que faz parte da Série Mortal, tem previsão de lançamento para o começo do ano que vem! Aguardem :)

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Resenha de Depois da Escuridão por Vick, do blog Paixão por Livros!


Vick, do blog 'Paixão por livros', escreveu uma resenha para o livro de Tilly Bagshawe, que escreve em nome de Sidney Sheldon. O texto está ótimo. Não deixem de ler. Abaixo segue o link!

http://paixaoporlivros-vick.blogspot.com/2010/11/depois-da-escuridao-sidney-sheldon-e.html
"Essa história é um labirinto alucinado. Tem romance, mentiras e vingança, tudo que é digno de um bom livro de Sidney Sheldon!"-por Vick

PS: Vocês já perceberam que nós, do blog Coleção Negra, não só escrevemos sobre os livros lançados pela Coleção, já que o Grupo Record publica uma série de obras de suspense, policiais, thrillers etc sensacionais. Temos visto que muitos blogueiros e leitores estão superanimados o livro 'Depois da Escuridão' e o indicando. Queremos deixara aqui, para todos, um imenso muito obrigado!!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Eu leio, eu conto: Resenha de 'Depois da Escuridão'


O ótimo Blog Eu leio, eu conto (www.euleioeuconto.com) resenhou o livro 'Depois da Escuridão', de Tilly Bagshawe, que escreve brilhantemente em nome de Sidney Sheldon.

Leiam o texto aqui
http://dlvr.it/98RYp

Além disso, o blog está sortando o livro! Não percam a promoção! Vejam como participar no blog.



quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A Armadilha de Dante, de Arnaud Delalande


Arnauld Delalande é autor de A Armadilha de Dante, um romance policial e histórico eletrizante. Nele, Dante e sua Divina Comédia são a chave para um mistério que assola os canais sinuosos da Sereníssima Veneza. Assassinatos cada vez mais violentos — cuidadosas recriações dos castigos em cada um dos círculos do Inferno — assustam a população e desafiam Pietro Viravolta, chefe das investigações.

Com ajuda de Anna, o grande amor de sua vida, esse aventureiro destemido conhecido como Orquídea Negra precisa descobrir a conexão entre os homicídios e desbaratar uma seita clandestina antes que uma força maior seja libertada e a cidade afunde de vez nas brumas do caos.

Em breve a Editora Record lançará o novo livro de Delalande, intitulado Os Crimes de La Fontaine. O romance também mesclará fatos históricos com muito suspense, tendo como pano de fundo as consagradas fábulas do frances La Fontaine.

Ambos são imperdíveis! Assim que tivermos mais informações a respeito da nova obra as divulgaremos aqui. Por ora, os leitores podem se deliciar com o page-turner A Armadilha de Dante!